Sites Grátis no Comunidades.net As melhores Plataformas Grátis: Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal
Translate this Page
Enquete
Quantas vezes você já leu um Livro?
1 ou 2
5 ou 6
Leio muito
Nunca li um Livro
Pretendo Ler
Ver Resultados

Rating: 2.6/5 (397 votos)




ONLINE
2





Partilhe esta Página



 


 

 

 

 


Profeta Daniel
Profeta Daniel

“Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se.” (Dn 1.8)

Segundo alguns historiadores, quando Daniel foi levado cativo para a Babilônia ele tinha apenas quatorze anos de idade. Daniel foi levado para uma cidade distante, onde foi obrigado a aprender toda a cultura e a língua dos caldeus. Daniel foi colocado num contexto ético, moral e religioso totalmente diferente do seu.

Afastado de seu lar, instruído a esquecer seu Deus e intensivamente reeducado numa cultura pagã, o que aconteceria a este jovem rapaz? Permaneceria fiel ao seu Deus e ao que sabiam ser correto? Ou sucumbiriam?”

Como é possível observar, Daniel tinha todas as razões e motivos:

1º - Para se tornar um homem perverso;

2º - Para se desviar dos caminhos do seu Deus;

3º - Para se transformar num homem devasso, entregue à luxúria, aos prazeres da carne, à bebedeira, à imoralidade e muitas outras coisas perversas e más.

4º - Para deixar-se corromper eticamente, buscar prosperidade a qualquer custo;

5º - Como político, poderia ser extremamente corrupto.

Daniel tinha todas as razões para ser um dos piores homens da história do seu povo. Entretanto, nada disso aconteceu. Não aconteceu porque desde o primeiro momento ele resolveu firmemente não se contaminar. Ele assumiu a postura da santidade e viveu cada dia de sua vida fundamentado nela.

 

1ª Lição: Faça uso do seu livre arbítrio.

Ainda que as circunstâncias nos forcem a desobedecer a Deus, ou seja, pecar, nós podemos fazer uso do nosso livre arbítrio, podemos escolher se vamos ou não pecar. Daniel escolheu a segunda opção: não pecar.

Você também pode e deve sempre escolher essa opção.

 

2ª Lição: Tomar a decisão certa antes que a situação nos force a errada.

Daniel fez uma escolha em seu coração. Quando diz que ele resolveu firmemente não contaminar-se, significa que ele tinha decidido em seu coração de antemão que, quando lhe fosse oferecido “uma bandeja com as finas comidas consagradas a ídolos”, ele não a aceitaria.

O que Daniel fez e nós também precisamos fazer é decidir antes. Daniel já havia tomado uma decisão em seu coração de não comer, então quando veio bandeja cheia das iguarias reais, ele não teve que tomar uma decisão ali, quando a tentação seria maior, ela já havia sido tomada.

Muitas pessoas erram nesse ponto. Deixam para tomar suas decisões na hora em que a bandeja aparece. Aí, a decisão fica mais difícil. Se você fizer suas escolhas antes do pecado aparecer diante de você, você terá muito mais chances de sair vencedor nessa batalha.

3ª Lição: Se você quiser ter uma vida acima do pecado:

1º - Não dialogue com o diabo. Não faça a mesma coisa que Eva fez no Jardim do Édem. A Bíblia nos ensina a sujeitarmos a Deus e resistirmos ao diabo e então ele fugirá de nós (Tg 4.7). Resistir não é conversar, mas é se opor a ele com todas as suas forças.

2º - Não faça concessões a ele.

2º - Não diferencie pecado de pecado, ou seja, pecado é pecado e ponto final.

3º - Não se alimente do pecado, ainda que pareça ser um “pecadozinho inofensivo”, esse tipo de pecado não existe.

 

5ª Lição: Determine em seu coração não se contaminar.

Daniel fez a escolha certa. Ele determinou em seu coração que não permitiria ser contaminado com aquilo que Deus não aprovava. Nós também devemos tomar essa decisão em nossa vida. Por quê?

1º - Aquilo que não é do agrado de Deus, também não pode agradar-nos.

2º - Aquilo que é errado diante de Deus, também precisa ser errado para nós.

3º - Aquilo que Deus chama de pecado, nós também temos que chamar de pecado.

 

6ª Lição: Toda decisão precisa ter o apoio do próprio Deus.

A decisão de Daniel foi uma decisão apoiada por Deus, pois Ele mesmo fez com que o chefe dos eunucos, correndo risco de vida, obedecesse a Daniel. Tg. 4.15. Se Deus quiser...

 

7ª Lição: Esforce para viver uma vida diferenciada dos demais.

A comida de Daniel foi diferenciada e ele também foi diferenciado por Deus enquanto viveu na Babilônia.

Se você desejar ter, como Daniel teve, ou seja, uma vida diferenciada nessa terra, então mude sua dieta. De que maneira?

1º - Alimentando-se mais das comidas de Deus e menos das comidas desse mundo. Ou seja, alimentando-se mais da Palavra de Deus do que de outros alimentos.

2º - Convivendo mais de perto com Ele. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes... Jr. 29:13

3º - Deixando o pecado fora da sua vida. Deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Hebreus 12:1

5º - Distanciando-se o máximo que você puder do pecado.Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Tiago 4:7

 

8ª Lição: Seja firme!

Daniel esteve rodeado pelo mal, na juventude, na maturidade e na velhice. Quase não há tentação conhecida que ele não tenha enfrentado. Entretanto, as Escrituras não registram uma única mancha em seu caráter! Propôs em seu coração que agradaria a Deus e nunca se apartou deste propósito.

É possível, sim, vivermos para Deus em um mundo hostil. A verdadeira santidade pode desenvolver-se e florescer diante de condições não ideais”.

 

9ª Lição: Você não é um produto do meio.

Muitas vezes achamos que é difícil, quem sabe impossível, alguém ser íntegro e reto num contexto em que impera a imoralidade, a mentira, a corrupção. Conforme pensava Rousseau, “o homem é produto do meio”; logo, se tornaria impossível o homem ser diferente daquilo que o meio é. Essa máxima não valeu para Daniel – sua proposta era outra. 

Espiritualidade e integridade de caráter não exigem condições ideais para se desenvolverem. Não são plantas que se desenvolvem sob a proteção da estufa, mas crescem melhor quando expostas à neve, ao vento, ao granizo, à seca e ao sol escaldante.

Daniel conseguiu viver toda a sua vida, desde a sua chegada na Babilônia até o dia da sua morte, com integridade.

A integridade de Daniel pode ser comprovada nessas palavras: “Então, os presidentes e os sátrapas procuravam ocasião para acusar a Daniel a respeito do reino; mas não puderam achá-la, nem culpa alguma; porque ele era fiel, e não se achava nele nenhum erro nem culpa” (Daniel 6.4).

 

10ª Lição: Tenham um coração voltado para Deus.

- O que temos que fazer para conseguir o mesmo sucesso de Daniel?

- Qual era o segredo de Daniel?

- Como ele conseguia vencer todas as tentações com que se defrontava constantemente?

- O que fazia para conseguir ser um homem tão sábio e prudente, e sempre se manter em destaque dentro do reino?

Muito simples: Por quê?

1º - Ele tinha firmeza de propósito no seu relacionamento com Deus.

2º - Ele tinha seu coração totalmente entregue a Deus;

3º - Era um homem de oração e extremamente temente a Deus.

4º - Ele mantinha uma verdadeira, constante e sincera intimidade com Deus.

5º - Ele possuía um espírito excelente;

6º - Se destacava em sabedoria mais do que qualquer outro;

Isso lhe proporcionou tornar-se o segundo homem no reinado de Dario. Foi próspero em todos os reinos pelos quais teve que passar. Tudo aconteceu com Daniel porque ousou viver na presença de Deus de forma íntegra.

 

CONCLUSÃO

A Bíblia nos relata a história de homens e mulheres que se tornaram grandes homens e mulheres de Deus por escolherem uma vida diferenciada. Deus fez diferença na vida deles e eles fizeram diferença nessa terra.

Por isso haja o que houver ou custe o que custar:

1º - Jamais se afaste de Deus;

2º - Jamais se distancie de suas asas protetoras;

3º - Jamais deixe de servi-lo;

4º - Jamais negocie os seus valores ou abra mão de seus princípios.

“Ouse ser firme!”.

Que esta seja a nossa decisão mais importante nessa semana que se inicia.