Sites Grátis no Comunidades.net Criar um Site Grátis Fantástico
Translate this Page
Enquete
Quantas vezes você já leu um Livro?
1 ou 2
5 ou 6
Leio muito
Nunca li um Livro
Pretendo Ler
Ver Resultados

Rating: 2.6/5 (397 votos)




ONLINE
1





Partilhe esta Página



 


 

 

 

 


Eleazar Um Valente de Davi
Eleazar Um Valente de Davi

ELEAZAR UM VALENTE DE DAVI

Texto Bíblico: II Samuel 23.9,10; I Crônicas 11.

 

INTRODUÇÃO

Davi foi um homem segundo o coração de Deus. Como guerreiro, conquistou territórios e não experimentou derrota – “... E o senhor dava vitórias a Davi, por onde quer que ia” (II Sm.8.6). Mas, ao seu lado, teve homens que lhe apoiavam o tempo todo. Embora fossem homens sem perfil algum.

Quando fugia de Saul, Davi os encontrou na caverna de Adulão: “Ajuntaram-se a ele todos os homens que se achavam em aperto, e todo homem endividado, e todos os amargurados de espírito, e ele se fez chefe deles; eram com ele uns quatrocentos homens”. (I Sm.22.2). Davi se tornou chefe deles e os formou. Tornaram-se valentes debaixo de uma liderança forte. 

Eles se sobressaíam, eram homens valorosos – “Tinham por arma o arco e usavam tanto da mão direita como da esquerda em arremessar pedras com fundas e em atirar flechas com o arco... Dos gaditas passaram-se para Davi à fortaleza no deserto, homens valentes, homens de guerra para pelejar, armados de escudo e lança; seu rosto era como de leões, e eram ligeiros como gazelas sobre os montes... Estes, dos filhos de Gade, foram capitães do exército; o menor valia por cem homens, e o maior, por mil” (I Cr.12:2, 8, 14). 

Deixam-me dizer algumas coisas importantes aqui:

1ª - Todos os valentes são reconhecidos por algumas marcas.

2ª - Todos os valentes que se destacam têm um sinal em sua vida.

3ª - Todos os valentes são chamados para conquista e nunca intimidam.

(Cleopatas (Julio Cesar); (Marta Hari – grande espiã da 2ª guerra); (Anita Garibaldi – Guerra dos farrapus - Giuseppe Garibaldi general italiano, lutando contra o governo imperialista brasileiro); (Joana D’Arc, guerreira francesa que aos 17 anos liderou uma das mais importantes guerras da frança contra a Inglaterra)

Davi tinha uma equipe que se sobressaía como guerreira. Eleazar foi um deles e a seu respeito se registrou: “Feriu os filisteus, até lhe cansar a mão e ficar pegada à espada” (II Sm.23.10).

Eleazar tinha algumas características, pelas quais ficou conhecido como um dos três maiores valentes de Davi, características que temos que ter como soldados do grande Rei Jesus Cristo.

 

I – Fidelidade

1º - Eleazar não era um problema, mas uma solução. Antes de se encontrar com Davi, sua situação era crítica, mas depois se tornou uma bênção. Isto é ser discípulo. Ele estava com Davi.

2º - Eleazar tinha uma aliança com Davi e uma gratidão por ter sido Davi um instrumento de Deus para resgatá-lo da situação que vivia.

Um dos segredos para a vitória e que destaca um valente é a fidelidade ao seu líder. Muitos são ingratos, desprezam o que receberam, e cedo se esquecem de quem eram.

3º - Eleazar era confiável. A pior insegurança para um líder é a infidelidade ou deslealdade de seus liderados. Fidelidade é característica de alguém fiel, digno de confiança.

Exemplo 1: Alguns dizem: “Eu te amo, mas não quero mais andar com você”, como se isso tivesse algum cabimento. . E por que me chamais, Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo? Lucas 6.46.

 Exemplo 2: Alguns dos discípulos de Jesus em João 6, acharam o seu discurso muito duro e começaram a se retirar... Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos? João 6.67

Quando temos uma aliança com Deus, honramos nossos líderes e passamos estar com eles. A conquista de Davi se deu por ter se cercado de homens valentes, não apenas fortes, mas fiéis.

O Senhor está a procurar de pessoas assim, Ele pode contar com você?

 

II - DISPOSIÇÃO PARA SE CANSAR

Eleazar cansou a mão – “...Este se levantou, e feriu os filisteus, até lhe cansar a mão e ficar a mão pegada à espada... 2º Samuel 23.10.

1º - Não existe guerra que não canse. Alguns pensam que podem se tornar guerreiros e vencedores sem qualquer cansaço.

2º - O cansaço físico é natural naqueles que se esmeram, se envolvem e se dedicam ao trabalho. Aqui eu vejo algumas características importantes:

  • Ø O valente não tem preguiça;
  • Ø O valente se esconde;
  • Ø O valente não foge das responsabilidades, mesmo quando a tarefa nem é dele;
  • Ø O valente não escapa quando vê algo por fazer;
  • Ø O valente não fica preso dentro de sua casa preocupado com suas próprias coisas. Paulo diz a Timóteo: “Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou” (I Tm.2:4);
  • Ø O valente dá tudo de si, e não tem “tempo ruim” para ele;
  • Ø O valente tem uma mente e visão excelente, de conquista;
  • Ø O valente sabe qual é a sua função e não se desvia nem para a direita ou esquerda. 
  • Ø Deixam-me dizer uma coisa muito importante: Fomos chamados para uma conquista. Davi é uma figura de Jesus. Os que se acham em aperto, endividados, amargurados de espírito, são os que são chamados à restauração, à conquista.
  • Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Mateus 11.28;
  • Dá força ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Isaías 40.29;
  • O Senhor será também um alto refúgio para o oprimido; em tempos de angústia. Salmos 9.9;
  • O Senhor é que faz justiça aos oprimidos, dá pão aos famintos e solta os encarcerados. Salmos 146.7;
  • Ø O valente não desiste. Eleazar não parou. Lutou tanto que a espada se tornou a sua própria mão. Que tremendo! “... Até lhe cansar a mão e ficar pegada à espada”. Não desistir é uma característica marcante de um valente. Ele persevera, não pára, vai até o fim, custe o que custar.

De vez em quando ouço alguns dizerem que querem “dar um tempo”. Dizem que estão cansados, pretendem descansar um pouco para retornar mais tarde. Este é um dos maiores enganos de Satanás! Jesus nunca parou, por mais difícil que fossem as circunstâncias.

Exemplo: Um atleta não pode parar de correr, pois perderá o ritmo e não chegará ao final. Diminuir a marcha é possível, mas parar, nunca! Paulo diz: “... Sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão” (I Co.15:58).

A constância na guerra é um desafio para todos nós, mas é o que nos garante a vitória.

Eleazar segui o exemplo de davi, porque ele era modelo de valentia. Cansaço físico, noites mal dormidas e outras renúncias são comuns aos valentes. Mas a recompensa sempre vem, e estes colherão seus frutos.

 

III – TOMA A CAUSA DE TODOS

Eleazar guerreou como se tudo dependesse dele. Essa é a postura grandiosa de um guerreiro, por motivos básicos:

1º - Ele sabe que cada um tem que fazer sua parte, mais mesmo assim contribui...

2º - Ele sabe que somos uma equipe, um corpo, sendo assim, ele faz parte;

3º - Ele sabe que a conquista é coletiva, mais ele luta como se tudo dependesse dele.

4º - Ele pensa e age como um valente.

5º - Ele não espera pelos outros, mas age, tem iniciativa, assume sua responsabilidade, independente da atitude dos outros. “... E o povo voltou para onde Eleazar estava somente para tomar os despojos” (v.10).

O valente disponibiliza os recursos, dá alimento, pensa na coletividade e não em si mesmo. Todos puderam usufruir do despojo, pois o valente é altruísta e não egoísta.

 

CONCLUSÃO

Aquele foi um dia de grande livramento do Senhor para Israel.

O Senhor honrou a atitude de Eleazar. Ele fez a sua parte, Deus fez a dEle.

Sabe por quê? Foi porque Eleazar não desistiu, não parou, perseverou até o fim, até que o livramento se manifestou.

Deixam-me dizer uma coisa muito importante: Muitos querem livramento sem guerra, sem esforço, sem dedicação.

Livramento é a resposta de Deus a um coração cheio de fé, convicto de que vale a pena lutar.

Só os libertos são valentes e alcançam o livramento. Libertação acontece no interior, livramento é exterior. Os libertos já alcançaram, pela fé, a vitória; tomam a causa da coletividade e combatem até alcançar o livramento! 

Deus levantou Davi para tomar o lugar de Saul. Saul havia falhado como rei e por isso foi rejeitado. Era preciso retomar o propósito da conquista. Davi foi chamado para conquistar. Por ser valente, sua equipe era valente. Só valentes conquistam. O que vamos escolher:

- Permanecermos em nossas limitações e mediocridade, ou avançaremos para novas conquistas?

- Como Igreja, vamos continuar sendo apenas evangélicos, ou vamos transformar esse bairro? Tudo depende da visão que temos do reino – “... O reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele” (Mt.11.12).

É tempo de renunciar o medo, a covardia, a passividade, a letargia, (o sono indolente). Sabe por quê? O Senhor está selecionando os Seus valentes. Jesus escolheu doze valentes; estes revolucionaram o mundo. Agora é nossa vez. Está tudo em nossas mãos. Nossa postura determinará o que seremos nesse bairro, nessa cidade nos próximos anos.

Que registro ficará da nossa existência?

Qual feito extraordinário marcará nossa trajetória de vida aqui na terra?

O Espírito do Senhor está nos dizendo nessa noite que, valentes estão sendo gerados. Essa é a nossa vez.

Valentes nasceram para vencer, conquistar e fazer história. Amém!