Sites Grátis no Comunidades.net
Translate this Page
Enquete
Quantas vezes você já leu um Livro?
1 ou 2
5 ou 6
Leio muito
Nunca li um Livro
Pretendo Ler
Ver Resultados

Rating: 2.6/5 (395 votos)




ONLINE
1





Partilhe esta Página



 


 

 

 

 


Deus e as Águias
Deus e as Águias

DEUS E AS ÁGUIAS

Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão (Isaias 40.31).

A águia desperta a sua ninhada, move-se sobre os seus filhos, estende as suas asas, toma-os, e os leva sobre as suas asas (Deuteronômio 32.11,12). Estes dois versículos nos ajudam quando estamos em problemas e desânimo.

            Para apreciarmos totalmente o maravilhoso consolo dessas promessas é preciso que saibamos algumas coisas importantes sobre a águia mãe - e o seu método de criar e treinar os seus filhotes. O primeiro ponto é:

           

- O CONFORTO DO NINHO

A águia constrói o seu ninho em penhascos elevados, bem no alto, nas encostas das montanhas. Ela tece galhos espinhosos de sarças e espinheiros para formar uma forte estrutura entrelaçada para os seus ovos. Depois com materiais macios, combinados com penas arrancadas do seu próprio peito, á águia forra o ninho. Isto vai formar um abrigo convidativo para os seus filhotes.

            Depois que os ovos são chocados e as aguiazinhas saem da casca, elas moram lá no alto, acima de todo o perigo, num lugar aquecido e confortável. A águia mãe as alimenta, as protege, e supre todas as suas necessidades.

            Essa é a maneira pela qual Deus nos trata como “seus bebês”. Passamos a conhecer a graça, o amor, o perdão, e a abundante provisão de Deus como um Pai bondoso, amoroso e compassivo. Desfrutamos a nossa habitação de segurança, aprendendo e usufruindo o direito que possuímos com “bebês”. Mas acontece que a vida de bebê passa e temos que encarar a vida como ela é. Aí então vem o segundo ponto importante:

 

2ª - O CONFORTO É REMOVIDO

            Os estudiosos dizem que chega um tempo na experiência de crescimento dos filhotes que a águia mãe “desperta o seu ninho, e se move sobre seus filhos.” Isto quer dizer que ela remove as penas macias. Batendo as suas enormes asas, ela espalha e remove todos os confortáveis materiais de revestimento. Isto expõe as aguiazinhas às sarças pontiagudas e aos espinhos.

            E ainda que se esforcem muito, as aguiazinhas não conseguem encontrar nenhum lugar confortável. O ninho fica lotado e desconfortável porque várias aguiazinhas estão competindo pelo mesmo espaço. Creio que reclamações e grasnidos enchem o ar. Provações e tribulações começam a agitar as jovens aguiazinhas, que até agora não haviam conhecido nenhuma dor.

            Mas muito embora as aguiazinhas não compreendam tudo o que está acontecendo com elas, a águia mãe tem um plano. Ela está tornando o ninho desconfortável para o treinamento de vôo.

            Na vida espiritual, como também na vida natural, há um princípio: “Nenhum problema - Nenhuma preocupação! Muito problema – Muita preocupação!.

            Todos nós somos como estas aguiazinhas. Ainda que a Bíblia nos diga que estamos numa peregrinação através de um mundo que não é o nosso lar, e que há uma grande necessidade de uma busca incessante por Deus, gostamos muito do conforto e da tranqüilidade e por incrível que pareça não gostamos de nenhum compromisso que possa comprometer nosso sossego. Gostamos muito de fixar residência ao lado do nosso pequeno oásis para desfrutarmos da sombra e da água fresca que ele nos proporciona. Sabe porque? É por estamos confortáveis onde estamos. Não queremos seguir adiante, através das experiências do deserto, com suas adversidades.

            Ouvimos falar sobre Deus e sua bondade e às vezes achamos isso muito interessante. A vida é boa e confortável, não dá pra arriscar qualquer outra coisa que não seja palpável. Mais aí sabe o acontece  meu amigo? Deus decide que é hora de começarmos a crescer um pouco mais - e as coisas mudam rapidamente. Repentinamente, problemas, dores, fificuldades e sofrimentos nos atingem sem piedade. Começamos a reclamar e chorar incessantemente, mas sabe, isso tudo em vão.

            Quando a dor e o sofrimento chamar a nossa atenção, e quando estivermos dispostos a esperar em Deus e a ouvir a Sua voz, então ele nos mostra o que vem em seguida para nós. Deus vai nos ensinar a “subirmos com asas como águias”. Sabe o que significa isso? Assim como a águia, Deus vai nos ensinar as preciosas ...

 

3ª - LIÇÕES DE VÔO.

            Esse é o terceiro ponto importante dessa lição.

Dizem os estudiosos da natureza animal, que a águia mãe “toma o seu filhote e o leva sobre as suas asas”.

            A esta altura do processo precioso de treinamento, a aguiazinha fica tão feliz em sair daquele ninho espinhoso que não é preciso muita insistência para fazer com que ela pule nas costas e fixe as suas garras firmemente nas pontas das fortes asas da sua mãe. A aguiazinha está preste a receber a sua primeira lição de vôo. Com o filhote firmemente preso às suas costas, a águia mãe pula do ninho e voa por sobre o vale. A aguiazinha é transportada pelo ar pela primeira vez em sua vida. A águia mãe pega uma corrente ascendente e voa, cada vez mais alto, até que ela e a aguiazinha estejam a milhares de metros de altitude acima do vale. (Olha amigo, eu diria sem sombra de dúvidas que muitos dizem: “Que divertido” é essa a vida que eu sempre quis levar!) É mais assim também pensa a aguiazinha. Mas como nessa vida nem tudo se resume em diversão, então prepara-se:

            “É hora de voar aguiazinha!” sem avisar, a águia mãe executa sem piedade um “loop” (pirueta) e num mergulho com as costas para baixo, a aguiazinha é lançada ao vento para começar o seu vôo. Aterrorizada, a aguiazinha luta, batendo desajeitadamente as suas novas asas, tentando desesperadamente controlar seu destino que é fatal. Caindo, caindo, caindo, a aguiazinha mergulha para uma aparente e iminente destruição.

            Exatamente quando toda esperança se foi, a aguiazinha sente as fortes costas da mãe vindo por debaixo das suas garras, num mergulho que interrompe a sua queda que seria fatal. E, uma vez mais, a aguiazinha firma as suas garras nas vigorosas asas da mãe.

Mas achando que ás lições encerraram e que ela já está a salvo, novamente a águia mãe voa para o alto, cada vez mais alto, para repetir todo o episódio. Cada vez que a aguiazinha cai, ela aprende um pouco mais, até que finalmente ela possa planar sozinha e “...subir com asas como águias”. Há, como é emocionante voar com suas próprias asas, ao invés de voar nas costas da sua mãe!

            Amigo, semelhante a esses pequenos filhotes, pode estar você. Gabando-se da posição social que exerce, do dinheiro que possui e que o conduz para baixo e para cima, do reconhecimento por estar no lugar mais alto do pódium, enfim, por se achar dono de tudo e de todos, achando que isto é uma idéia maravilhosa. Lembres-se, em breve você pode estar “voando alto” e lições muita doloridas poderão te acontecer. Sabe o que significa isso? Deus permite que situações desconfortáveis se desenvolvam no seu emprego, na sua empresa, no seu casamento, na sua juventude, até que a dor te leve a entregar-se totalmente a Deus e a ir a Ele com um coração quebrantado. E quanto a isso o livro de Salmos 51.17 diz que: “Um coração humilde e obediente esse Deus não desprezará jamais”.

Quer ver outro exemplo?

            Muitos formandos, saem otimistas das faculdades, esperando sucesso e glória instantânea. Por pouco tempo as coisas vão bem; aí então, de repente, tudo se desmorona. Surgem os primeiros problemas: a falta de mercado, a falta de dinheiro... tudo começa dar errado. Os que costumavam ser amigos não são mais tão íntimos. Aí então para tristeza e desespero desses pobres jovens, eles descobrem que os amigos se afastaram, exatamente “porque eles não queriam ser identificados com um perdedor”. Esse é um golpe cruel!

Aí, eu te pergunto: Será que isso parece familiar? Talvez para alguns não, mas para uma grande maioria, sim. E talvez nessa grande maioria pode estar você! E aí você pode estar se perguntando: Mas o que estará então acontecendo? Pois bem eu te digo meu amigo; você está aprendendo voar. Sabe, estas adversidades e problemas estão te levando a um profundo conhecimento de Deus e à prova de sua fé e mais, também estão te convidando a uma maior confiança na sua palavra. Você está aprendendo a subir com asas, acima de todas as adversidades. Você está aprendendo a “voar”. Quando tudo ao seu redor está caindo, você está aprendendo a ficar de pé sobre a rocha forte que é o Senhor Jesus Cristo e equilibrar-se nas asas do Espírito de Deus.

 

Meu amigo, mesmo depois de você ter refletido sobre tudo isso que te falei, continuas sem entender os motivos pelos quais tanto te fazem sofrer? Não se desespere, Deus quer que você apenas confie nele, porque o demais ele fará por você. Basta apenas uma confissão sua, e ele virá em seu socorro e te tomará com as suas asas e te levará para as alturas até que você aprenda a voar sozinho. Pare tudo o que estiver fazendo agora, e repita comigo as seguintes palavras: “Oh, Deus graças te dou, por que hoje estou tendo a oportunidade de te conhecer melhor. Te conhecia apenas por ouvir falar, mas agora posso senti-lo como o meu protetor. Confesso que muitas vezes tentei ser feliz, baseado na segurança que a vida me oferecia. Mas reconheço agora, que a verdadeira felicidade está em confiar em ti, esperar no SENHOR para a renovação das minhas forças, então eu subirei com asas como águias; vou caminhar, vou até correr mas sei que não vou me cansar”. Eu oro a ti ó Deus, tão somente no nome de Jesus Cristo seu filho, Amém.