Sites Grátis no Comunidades.net
Translate this Page
Enquete
Quantas vezes você já leu um Livro?
1 ou 2
5 ou 6
Leio muito
Nunca li um Livro
Pretendo Ler
Ver Resultados

Rating: 2.6/5 (397 votos)




ONLINE
2





Partilhe esta Página



 


 

 

 

 


Cura Interior
Cura Interior

Tema: CURA INTERIOR

 “Então enviou Faraó, e chamou a José, e o fizeram sair logo da cova; e barbeou-se e mudou os seus vestidos, e veio a Faraó” Gênesis 41.14

 

INTRODUÇÃO:

José do Egito foi preso injustamente. Quando José finalmente saiu da cova, já não era mais o mesmo. Ele se transformou totalmente. Havia esperado muito este momento e quando chegou à oportunidade, estava mais do que pronto. Mas ainda faltava algo. Um pequeno detalhe. Se aparecesse diante do Faraó como prisioneiro, não teria crédito. Talvez o monarca não suportasse nem o seu mau cheiro. Ele quis se preparar. Este momento de se barbear e se vestir revelaram uma nova imagem daquele servo do Senhor.

Deixa eu te dizer uma coisa: Quando passamos por momentos difíceis é preciso fazer como José, cuidar-se um pouco. Melhorar a auto-estima. Não podemos nos conformar com as covas da desilusão, decepção, tristeza, enfermidade, etc. É preciso levantar-se e prosseguir. Muitas pessoas estão presas e não conseguem sair de seus problemas. Sentem-se em um labirinto de sofrimentos. Não tem forças para erguer a cabeça.

O que é preciso, para sair da cova?

Vamos aprender um pouco com este momento em que José saiu da prisão:

I - SONHAR:

Enquanto estava na cova, José sonhava com o propósito de Deus para sua vida. Em todo tempo, o que sustentava sua vida era lembrar-se dos sonhos que outrora tivera. Sabia que embora as circunstâncias fossem bem diferentes, a promessa de Deus ainda estava de pé. Do fundo daquela cova José olhava para a luz do dia ao longe pelas grades e enchia-se de esperança de um futuro melhor.

1. Um sonho motiva a pessoa a prosseguir. Muitas pessoas vivem esmorecidas porque desistiram de sonhar. Então é necessário:

a) Construir sonhos;

b) Imaginar coisas boas para o futuro;

c) Elaborar projetos para viver melhor no futuro.

2. Sonhar é como brincar de modelar castelos na areia. Mesmo que venha a água ou o vento e derrube, você não se importa porque sabe que pode fazer tudo de novo. Além disso, o prazer de moldar a terra é superior à frustração quando se desmancha.

3. Quando sonhamos, não convém ser infantil ao ponto de imaginar que nada vai ser diferente. É preciso se preparar para algo que saia errado e ter disposição para reverter a situação.

José era um sonhador, desde que seus irmãos o lançaram na cova e o venderam para os amalequitas, ele continuou a sonhar e se destacou como funcionário de Potifar. Depois ao ser preso injustamente, manteve seu sonho e se tornou o prisioneiro de confiança do carcereiro.

Você tem sonhado?

Nunca desista de seus sonhos!

                              

II - CRER:

José era bis-neto de Abraão, o pai da fé. Com certeza havia aprendido sobre as experiências de seu pai Jacó e desejou ter também uma experiência com Deus. José acreditava no Deus que prometeu à sua família, uma geração abençoada.

Deixa eu te dizer uma coisa: O excesso de superstição e o sincretismo religioso, bem como a secularização da religião têm apagado a fé de muitos. O próprio Jesus perguntou “quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?(Lucas 18.8). Embora o número de religiões aumente a cada momento, a fé das pessoas é cada dia menor.

Como fazer para ter mais fé? Certamente José aprendeu a ter fé ouvindo as histórias sobre Deus, porque “a fé vem pelo ouvir” (Romanos 10.17). Naqueles dias na prisão o tempo todo se esforçava para lembrar essas histórias e manter sua fé viva.

Deixa eu te dizer uma coisa: Jesus prometeu que o Espírito Santo nos faria lembrar as suas palavras (João 14.26) para manter viva a nossa fé. Por isso é importante se esforçar para não esquecer os ensinamentos que fortalecem nossa fé.

Você tem procurado alimentar sua fé?

Alimente sua fé ouvindo a pregação da Palavra!

 

III - RENOVAR-SE:

As vestes de José na prisão deviam ser muito velhas e sujas. Mas agora que ia apresentar-se ao Faraó, vestiu roupas novas. Mesmo que fosse para ver o faraó uma única vez não tinha problema. José estava disposto a viver intensamente este momento e aproveitar ao máximo. Enquanto se barbeava e aprontava José ia deixando aquela velha imagem de dor da prisão.

Quando José ficou pronto, estava irreconhecível. Era um novo José. Embora a escuridão da cova houvesse empalidecido sua pele e a escassez de alimento emagreceu seu corpo, seus olhos ainda tinham brilho. A sujeira da prisão e as longas noites acordado não envelheceram sua alma.

A cada dia José vivia um novo tempo de Deus para sua vida não guardando mágoa e crendo que as misericórdias do Senhor estavam se renovando sobre ele todas as manhãs.

Deixa eu te dizer uma coisa: Muitas pessoas saem da cova, mas a cova não sai delas. Continuam frustradas e aprisionadas nos velhos sofrimentos. Para renovar é preciso não se entregar aos problemas momentâneos nem prolongar sofrimentos que podem ser esquecidos.

Você tem procurado se renovar?

Renove-se todos os dias e viva cada momento!

Há uma saída pra você!

 

CONCLUSÃO:

Com José aprendemos que não podemos desistir de nossos sonhos, além de fortalecer a cada dia mais a fé em Deus e se renovar a cada dia. Esse era o perfil de um homem que estava preso por grades de ferro, mas sua alma era livre.

Existem pessoas que aparentemente são livres, faz tudo o que quiserem, mas sua alma está aprisionada numa cova de sofrimento. Não consegue sonhar, nem crer e por isso se envelhece rapidamente perdendo o vigor da alegria.

Antes de sair da cova é preciso que a cova saia de você.

Você quer sair da cova?

Sonhe, creia e se renove!