Sites Grátis no Comunidades.net As melhores Plataformas Grátis: Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal
Translate this Page
Enquete
Quantas vezes você já leu um Livro?
1 ou 2
5 ou 6
Leio muito
Nunca li um Livro
Pretendo Ler
Ver Resultados

Rating: 2.6/5 (397 votos)




ONLINE
1





Partilhe esta Página



 


 

 

 

 


Confia no Senhor de Todo o Teu Coração
Confia no Senhor de Todo o Teu Coração

CONFIA NO SENHOR DE TODO O TEU  CORAÇÃO

 

"Confia no SENHOR de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento." (Provérbios 3:5)

"Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação." (Romanos 10:10)

 

O QUE CREMOS É O RESULTADO DO NOSSO PENSAMENTO

 

Se pensarmos erroneamente, vamos crer de maneira errada.

 

Se nossa crença for errada, a confissão também o será, ou seja, o que dissermos estará errado.

 

TUDO DEPENDE DO NOSSO MODO DE PENSAR!

 

Mas a Palavra de Deus nos foi dada para endireitarmos os nossos pensamentos.

 

Geralmente, conversamos bastante sobre o crer, mas não conversamos tanto sobre o falar. É claro que não seremos capazes de falar certo, se não pensarmos certo.

Nosso pensamento tem de estar em sintonia com a Palavra de Deus, porque não poderemos crer além do que nos revela Sua Palavra.

 

"Confia no SENHOR de todo o teu coração E NÃO TE ESTRIBES NO TEU PRÓPRIO ENTENDIMENTO [mente]" (Provérbios 3:5)

- Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apóie em seu próprio entendimento; Provérbios 3:5

 

 "Destruindo os conselhos [raciocínios] e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo" (2 Coríntios 10:5)

- Destruímos argumentos e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo. 2 Coríntios 10:5

 

Mais como devemos confiar no Senhor?

1º - fazendo acontecer

CARRINHO DE MÃO

Conta-se que um homem esticou um cabo de aço sobre as Cataratas do Niágara, que ficam na divisa entre o Canadá e os Estados Unidos.

Em seguida, atravessou andando sobre o cabo de aço. Foi e voltou.

A multidão, extasiada, aplaudiu.

Aproximando-se de uma senhora que estava no meio do povo, aquele homem perguntou:

- A senhora acredita que eu consigo atravessar novamente?

- É claro! - respondeu a mulher.

- A senhora acredita que eu consigo atravessar levando um carrinho de mão?

- Sim, eu acredito.

- A senhora acredita que eu consigo atravessar levando um carrinho de mão com uma pessoa dentro?

- Tenho certeza que sim!

- Então, disse o homem, a senhora poderia, por favor, ajudar-me neste número, entrando no carrinho?

- De jeito nenhum!

Ela acreditava, mas não confiava.


A fé sem obras é morta. Tiago 2.26

 

 

 

Mais como devemos confiar no Senhor?

2º - Nunca duvidando do que ele possa fazer

DEUS NÃO É VELHACO

Era uma vez um sujeito que se endividou muito e foi condenado a saldar suas dívidas de uma só vez, sob pena de ser preso.

Coincidentemente, nesta mesma época um outro indivíduo recebeu a mesma sentença.

Apesar de seus esforços, nenhum deles conseguiu empréstimo em alguma instituição de crédito nem com seus parentes. E o dia fatal ia-se aproximando rapidamente.

Coincidentemente, também, cada um deles tinha um amigo de infância que era rico e, na noite anterior ao prazo fatal, decidiram lhe telefonar pedindo socorro.

O primeiro ouviu de seu amigo que podia ficar tranqüilo, pois tinha o dinheiro disponível e iria lhe emprestar a quantia necessária logo de manhã. Aliviado, deitou em sua cama e dormiu feito criança, pois seu amigo era uma pessoa de palavra.

O segundo ouviu de seu amigo a mesma coisa, mas não conseguiu dormir, pois seu amigo era daquele tipo pessoa que promete as coisas, mas não cumpre o prometido. Era um velhaco, que já havia falhado com ele antes. Indigno de confiança. 

Conclusão:

Quando pedimos algo a um amigo e ele nos promete que vai dar, mas continuamos preocupados, estamos dizendo com esta nossa preocupação que este nosso amigo não é digno da nossa confiança; em outras palavras, que é um velhaco. 

Moral da história: Quando pedimos algo a Deus e continuamos preocupados, na prática estamos lhe dizendo que Ele não é digno da nossa confiança; que Deus é um velhaco. 


Peça, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar; impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa; homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos.
Tiago 1.6-8

 

 

 

Mais como devemos confiar no Senhor?

3º - Entregando a ele o nosso destino

EM TUAS MÃOS ENTREGO O MEU DESTINO

Alguns botânicos exploravam certas regiões montanhosas à procura de novas espécies quando, através de binóculos, avistaram uma flor desconhecida encravada numa estreitíssima fresta de uma encosta muito inclinada.

Somente seria possível pegá-la se uma pessoa pequena e leve concordasse em ser baixada por meio de uma corda. E eles pediram a um menino que estava na expedição que aceitasse a tarefa.

O pequeno olhou para o fundo do abismo, deu meia-volta, saiu em direção ao acampamento e disse-lhes que voltaria num istante.

Algum tempo depois ele voltou trazendo o pai pelas mãos e explicou suas condições:

- Eu descerei para pegar a flor, se o meu pai segurar a corda.

 


Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti.
Isaías 26.3

 

 

 

 

Mais como devemos confiar no Senhor?

4º - Acreditando que ele não nos decepcionará

MENDELSSOHN E O VELHO ORGANISTA

Mendelssohn, certa vez, visitou a Catedral de Friburgo e, depois dos ofícios religiosos, dirigiu-se ao organista e pediu licença para tocar um pouco o famosíssimo órgão daquela igreja.

O velho organista, zeloso de seu instrumento, recusou a princípio, mas diante da insistência do estranho, concedeu-lhe o desejo.

Depois de alguns momentos, passados em êxtase, deleite e surpresa, o velho homem, num ímpeto, pôs as mãos nos ombros do inspirado músico e perguntou:

- Quem és? Qual o teu nome?

- Mendelssohn.

Com lágrimas nos olhos, disse então o velho organista:

- E pensar que eu quase impedi Mendelssohn de tocar nesse órgão!


Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e o mais ele  fará. Salmo 37.5

 

 

 

 

Mais como devemos confiar no Senhor?

5º - Colocando no Senhor a minha confiança

QUEM TEM MEDO DE AVIÃO?

O menino estava sozinho na sala de espera do aeroporto, aguardando seu vôo.

Quando o embarque começou, ele foi colocado na frente da fila para entrar e encontrar seu assento antes dos adultos.

O menino foi simpático quando puxaram conversa com ele, e em seguida começou a passar o tempo colorindo um livro.

Não demonstrava ansiedade ou preocupação com o vôo enquanto as preparações para a decolagem estavam sendo feitas.

Durante o vôo a aeronave entrou numa tempestade muito forte, o que fez com que balançasse como uma pena ao vento.

A turbulência e as sacudidas bruscas assustaram alguns dos passageiros, mas o menino parecia encarar tudo com a maior naturalidade.

Uma das passageiras sentada do outro lado do corredor, ficou preocupada com ele e perguntou:

- Você não está com medo?

Não, senhora, respondeu ele, levantando os olhos rapidamente de seu livro de colorir e piscando um dos olhos, meu pai é o piloto!


Em Deus ponho a minha confiança e não terei medo!
Salmo 56.11

 

 

 

 

Mais como devemos confiar no Senhor?

6º - Crendo que ele sempre estará conosco

SEMPRE ESTAREI AO SEU LADO

Na Romênia, um homem sempre dizia ao seu filho: 

- Haja o que houver, eu sempre estarei a seu lado.

Certo dia, após um terremoto de intensidade muito grande quase acabar com a cidade, este homem correu para a escola do seu filho e só encontrou um montão de ruínas.

Imediatamente, ele e outros pais começaram a cavar. Depois vieram os bombeiros e mais pessoas para ajudar. As horas passavam rapidamente e com elas, a esperança de encontrar alguém com vida.

Um a um, cansados e desesperados, os pais foram deixando o trabalho de buscas para os bombeiros, mas, esse homem, de forma obstinada, continuava. Pediram-lhe que descansasse um pouco, mas, ele não parava.

A sua promessa ao seu filho lhe renovava as forças: "- Haja o que houver, eu sempre estarei a seu lado".

Ao afastarem uma enorme pedra, com a ajuda de um guindaste, ele chamou mais uma vez pelo filho. E uma doce voz infantil lhe respondeu:

- Pai... estou aqui! 

- Você está bem, meu amor?

- Sim, papai, mas, estamos com sede e fome.

- Tem mais alguém com você? 

- Sim, todos os alunos da minha classe estão aqui.

Eles haviam ficado presos em um vão entre dois pilares de concreto.

Quando a televisão veio entrevistar o menino e perguntou se ele havia ficado com medo, ele emocionou a todos:

- Não, eu falei para os meus amgos: "Não precisam ter medo, meu pai irá nos achar. Ele prometeu que sempre irá estar ao meu lado. E meu pai nunca quebra uma promessa".


Eis que eu estou convosco todos os dias,
até a consumação dos séculos.
Mateus 28.20

 

 

 

Mais como devemos confiar no Senhor?

7º - Sabendo que aquilo que ele nos fará, será bom

TUDO QUE DEUS FAZ É BOM!

Era uma vez um rei gostava muito de caçar. Dentre seus amigos que levava às caçadas, havia um que era muito piedoso e temente a Deus (ao contrário do monarca, que não se detinha nas questões da fé).

Sempre que o rei conseguia abater um animal, aquele sujeito gritava:
- Aleeeluuuuia! Tudo que Deus faz é bom!

E o rei se envaidecia destas palavras.

Um dia, quando o rei disparou sua arma de caça, o tiro saiu pela culatra, arrancando-lhe o dedão da mão direita.

Quando voltavam para casa, carregando o rei numa maca, o sujeito disse:
- É... Tudo que Deus faz é bom!

O rei ficou furioso, mandou prendê-lo num calabouço e jogar a chave fora. 

Passado o trauma inicial do acidente, o rei e os seus demais amigos voltaram a caçar.

Numa destas viagens, o grupo caiu nas mãos de uma tribo de canibais e, um a um, eles foram sendo devorados pelos selvagens.

O rei ficou por o último. Mas, quando chegou a sua hora, ao vir examiná-lo, o sacerdote dos canibais percebeu que lhe faltava o dedão da mão direita, desqualificou-o como oferenda e ordenou que o libertassem.

Ao voltar para seu reino, o rei mandou soltar seu amigo e contou-lhe toda a história

- Eu lhe disse, meu rei, tudo o que Deus faz é bom! Se o senhor não tivesse perdido o dedão naquele dia, estaria morto a esta hora.

O rei se desculpou com seu amigo, por ter-lhe mandado prender. E fez-lhe uma pergunta:

- Meu amigo, eu ainda tenho uma questão não resolvida em meu coração. Se tudo o que Deus faz é bom, porque Ele permitiu que eu mandasse lhe prender? Porque permitiu que você, injustamente,  ficasse dois anos atrás de uma grade?

- Ah, meu rei, tudo o que Deus faz é muito bom, pois, se eu não estivesse aqui preso, estaria agora na barriga dos canibais.

 


E viu Deus tudo quanto fizera,
e eis que era muito bom.
Gênesis 1.31