Sites Grátis no Comunidades.net Criar um Site Grátis Fantástico
Translate this Page
Enquete
Quantas vezes você já leu um Livro?
1 ou 2
5 ou 6
Leio muito
Nunca li um Livro
Pretendo Ler
Ver Resultados

Rating: 2.6/5 (397 votos)




ONLINE
1





Partilhe esta Página



 


 

 

 

 


Alegrai-vos no Senhor...
Alegrai-vos no Senhor...

ALEGRAI-VOS NO SENHOR...

Filipenses 4.4 - Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: alegrem-se!

Introdução

Muitas vezes, quando olhamos para certas realidades de nossa vida pessoal e da sociedade, parece haver poucos motivos para alegria, e sim para frustração, tensão, pessimismo

Mas aqui a exortação apostólica é : “Alegrai-vos sempre no Senhor”.

A alegria é uma das emoções e atitudes mais benéficas para a nossa vida, com grandes reflexos sobre nosso estado físico, emocional e espiritual.

 

A alegria é a exteriorização de um sentimento, que pode ser verdadeiro ou falso.

- É verdadeiro quando o que se manifesta corresponde ao que se sente. Quando nos sentimos felizes e satisfeitos e exteriorizamos essa satisfação com alegria que contagia os outros.

- É falso quando o que se manifesta não corresponde ao que se sente. Quando nos sentimos deprimidos ou preocupados, mas na presença dos outros exprimimos alegria.

 

Quais os benefícios da alegria exteriorizada:

Uma criança consegue expressar seus sentimentos de maneira espontânea.

À medida em que um indivíduo cresce, ele aprende a controlar e esconder seus sentimentos. Pesquisas mostram que as crianças dão risada cerca de 150 vezes por dia, enquanto os adultos dão apenas seis risadas.

Além de melhorar a respiração, a risada ajuda a diminuir a pressão do corpo e a fortalecer os músculos do coração. Também auxilia o sistema imunológico, deixando a pessoa mais saudável e com o organismo protegido contra algumas doenças.

- “O coração alegre aformoseia o rosto”  Pv. 15.13

- “ O coração laegre é bom remédio” Pv. 17.22

 

Tem a ver com nossa atitude correta diante de Deus

Tema freqüente no Antigo Testamento – alguns de seus versos mais apreciados falam sobre ela.

“A alegria do Senhor é a vossa força” (Neemias 8.10c)

“Ao anoitecer pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30.5).

“Alegrei-me quando me disseram: vamos à casa do Senhor” (Salmos 122.1).

“Este é o dia que o Senhor fez; regozijemo-nos e alegremo-nos nele” (Sl. 118.24).

 

O Novo Testamento destaca a importância da alegria como virtude cristã:

- “O fruto do Espírito é: amor, alegria, paz…” (Gálatas 5.22).

- “O reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo” (Romanos 14.17).

 

Em que consiste essa alegria, essa virtude especificamente encontrada mais no meio evangélico? O apóstolo Paulo dá grande contribuição ao tema:

 

1. Está fundamentada no Senhor

O Deus revelado em Cristo é a fonte dessa alegria.

Seu amor perdoador, seu cuidado providencial, sua presença confortadora são os motivos maiores que temos para ser alegres.

Um líder cristão disse certa feita que: “a alegria é a bandeira içada no castelo do coração quando o Rei está presente nele”.

Certa vez perguntaram a Franz Joseph Haydn, (o grande compositor de musica clássica do sec. XVII), por que sua música sacra era tão alegre, e ele respondeu: “Quando eu penso em Deus, o meu coração fica tão cheio de alegria que, por assim dizer, as notas dançam e saltam da minha pena”.

O salmista afirma a mesma verdade ao dizer: “Na tua presença, há plenitude de alegria, na tua destra delícias perpetuamente” (16.11).

Para isto, precisamos conhecer a Deus, estar em comunhão com ele, reconhecer seu amor e bênçãos.

Daí a tríplice exortação aos filipenses: “alegrai-vos no Senhor” (3.1); “alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos” (4.4).

 

2. Não depende das circunstâncias

A alegria cristã, quando autêntica, firmada no Senhor, se mantém mesmo em situações adversas.

Escrevendo aos filipenses, Paulo está preso, sozinho, se depara com a perspectiva da morte (1.20c; 2.17), mas se mostra alegre (1.4, 18; 2.17; 4.10). O mesmo ele quer ver nos irmãos sofridos a quem escreve (1.28-30).

A situação refletida na carta, é de dificuldade, provações. Mesmo assim, o texto transborda de otimismo e esperança: (4.11b-13).

A alegria é:

(a) Ausência de rejeição da ansiedade e do medo (4.6-7);

(b) A expressão máxima do contentamento (4.11-13);

(c) A fonte da esperança (1.6,10; 3.20-21);

(d) É a demonstração máxima de quem tem comunhão com Cristo.

Nota: Viver alegre não se trata de negar a realidade do sofrimento e da dor (estoicismo, Ciência Cristã), mas superá-los, não se deixar controlar por eles, ser otimistas e confiantes em meio a eles e apesar deles.

- “Entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo” (2 Coríntios 6.10).

 

 

3. Expressa essa alegria de forma concreta

A alegria cristã não pode conter-se no íntimo, mas ela deve transbordar para o exterior. (Diferente da menina que sorriu por 10 horas e 5 minutos em uma maratona no Canadá.)

A Escritura diz que devemos:

- Servir ao Senhor com alegria;

- Exercer misericórdia com alegria;

- Contribuir com alegria;

- Louvar ao Senhor com alegria.

É interessante a ênfase na alegria no livro de Atos:

Atos 8.8: “… e houve grande alegria naquela cidade” (Samaria). Espíritos imundos iam saindo gritando, pela palavra de Felipe.

Atos 13.52: “os discípulos transbordavam de alegria e do Espírito Santo” (A exposição das escrituras feita por Paulo em Antioquia).

Atos 16.34: “e com todos os seus, manifestava grande alegria por terem crido em Deus” (carcereiro de Filipos).

 

Motivos pelos quais Paulo se alegra na carta aos Filipenses:

- Intercessão pelos irmãos (1.4);

- Cristo está sendo pregado (1.18);

- A fé (1.25);

- Ver os crentes em comunhão (2.2);

- Sofrer por Cristo (2.17);

- Notícias de um irmão amado (2.28);

- Hospitalidade cristã (2.29);

- Estar em Cristo (3.1);

- Ganhar outros para Cristo (4.1);

- A generosidade cristã (4.10).

 

Conclusão

Se quisermos viver uma vida de felicidade permanente, é necessário, vivermos em comunhão com Deus e sua Palavra. Porque só Ela é capaz de nos ensinar os segredos do cultivo genuíno da semente que gerar à alegria.